Você ainda não usa emoji em suas publicações?

Você ainda não usa emoji em suas publicações?


A bendita dica de hoje é sobre isso!


Claro, sabemos que existem trabalhos e trabalhos, e que em um artigo
científico não é adequado usar emojis (você sabe isso né: ).
Mas se pensarmos o em marketing...
Qual a melhor maneira de cativar o seu público?


Vender, conseguir seguidores ou mesmo chamar atenção para um assunto que é importante para o seu plano de negócios!


Acredita que 92% dos internautas gostam e até mesmo acreditam que o uso de emoji em publicidades e publicações promovem o humor, expressam emoção e esse sentimento gera empatia e mais simpatia para seu texto?


É...


Existe um estudo por trás de tudo, inclusive sobre o uso dos emojis que combinam mais com sua empresa ou com seu texto!!.

Mesmo se você não conhece o estudo, não deixe de usá-los usando a sua intuição.
Hoje em dia alguém não usa emoji? É difícil né?


Os emojis conquistaram todos, todas mensagens ou às vezes até mesmo a ausência de texto é substituída por essas figurinhas, afirmando, negando ou até mesmo expressando o que se está sentindo.
Estão tão importantes, que têm o próprio dia!


Dia 17 de Julho (hoje), e acredite, é uma ótima ferramenta de marketing digital. Mas não exagere!!


Existiam emotes, emojis e outras figurinhas.
Não é difícil encontrar exemplos que ilustrem o sucesso dos pictogramas: o emoji sorridente foi eleito como a palavra do ano pelo dicionário Oxford, em 2015.


Sabe o que o emoji faz por sua empresa? Ele torna ela mais humana, ela humaniza a comunicação entre empresa e cliente, transforma essa experiência em algo mais sentimental. Mexe com os instintos primários da pessoa, o carinho, o amor, o sentimento bom e isso fica associado ao seu texto, a sua empresa.


No entanto, esse tipo de enfeite não é aconselhado para lidar com reclamações, críticas e temas mais sérios. Fique ligado, existe sempre um estudo, o momento e o texto certo. Não podemos sair postando emoji rindo se estamos falando de uma situação muito difícil, não fica elegante para sua empresa.


Faça testes para ver se o seu público-alvo é receptivo e se identifica com esse tipo de linguagem.

Camila Prietsch Medeiros
Produtora de Conteúdos da Bento Propaganda